28/05

Cores e gêneros: ainda existem tabus nesse sentido?

Os tabus sempre existiram e, em algumas épocas, houve um apego muito grande a eles. No entanto, se há tempos haviam questionamentos quanto aos gêneros e cores, hoje é tudo muito mais livre, mais aceito pelas pessoas. Menino não precisa gostar de azul e menina de rosa. Também não existe apenas um tipo de música para crianças ou adolescentes. As escolhas estão aí para serem feitas, independente do sexo ou da idade.

Uma prova disso é que as tendências que mais viram sucesso são comuns a um grupo enorme de pessoas. Um artista não é admirado apenas pelo público feminino ou masculino ou por crianças ou adultos. Esses tabus fazem, de fato, parte do passado. Atualmente, o importante é que exista uma real identificação.

E qual o papel dos pais para que esse tipo de tabu não volte a acontecer, principalmente dentro da sua casa? Confira algumas dicas simples que podem ser aplicadas no dia a dia:

Brincar de boneca não é coisa de menina

Evite criar tabus com seus filhos, principalmente quando estão em fase de descobrir e conhecer as coisas. Deixe que eles aproveitem as novas sensações e façam escolhas simples. Dessa forma, ele não se sentirá reprimido ou condicionado a gostar mais ou menos de determinado brinquedo, por exemplo.

Diversidade desde cedo

Mostre aos seus filhos os diversos tipos de arte que existem. Quantas crianças conhecem MPB, por exemplo? Pois é! Ampliar horizontes torna os pequenos de hoje, adultos de muita personalidade e fora da caixa, amanhã. Não queira que eles sejam exatamente como você, existe um mundo enorme a ser descoberto lá fora.

Não pense com a cabeça dos outros

Tentar ser como todas as outras pessoas é uma das principais escolhas de quem cria os tabus. Esse tipo de atitude faz com que os outros se sintam coagidos a querer e gostar das mesmas coisas, deixando suas vontades para segundo plano. Cada um possui gostos e estilos, que podem e devem ser respeitados. Esse tipo de lição deve começar sempre dentro de casa.

Seja participativo

Mesmo que não goste de determinado gênero de música ou filme, por exemplo, esteja aberto a conhecer o novo e seja participativo. Muito mais importante do que seus gostos pessoais, são os momentos aproveitados em família.

De modo geral, o que conseguimos perceber é que a sociedade evoluiu muito nesse sentido. Os tabus, que normalmente habitam a cabeça das pessoas, pouco a pouco deixam de existir, e a opção por determinadas cores e gêneros passa a ser direito de cada indivíduo, sem regras. Não existe mais o errado, o certo é ser feliz, com suas escolhas sendo respeitadas por todos.

Agora que você já sabe quais são as atitudes do dia a dia que fazem com que os tabus deixem de existir, que tal tentar aplicá-las com seus filhos? Com certeza o retorno será muito positivo.

Aproveite também para deixar suas dicas e comentários abaixo e continuar acompanhando nosso blog, com diversos assuntos interessantes sobre comportamento e família feitos para você.

 

Gostou?

Seu comentário: